Próximo domingo, cuidado com o que você doa como Gesto Concreto da Campanha da Fraternidade

/
13 Comentários
Tenha uma boa leitura católica e ortodoxa com os livros do Frei: Coletânea do Blog e Tratado de Angelologia!

***

Nos quatro anos do blog do Frei Rojão, este é o artigo que mais me doeu escrever. Mas a verdade nos libertará.

Sabem o dinheiro que é doado como "Gesto Concreto da Campanha da Fraternidade"??? Este dinheiro que você coloca num envelopinho e vai doar no Domingo de Ramos, próximo 13 de abril?

Bem, ele vai para uma estrovenga chamada de Fundo Nacional de Solidariedade da Cáritas Brasil. Até ai, tudo bem. Só que 40% deste dinheiro vai para "projetos". Estou lendo a lista dos "projetos" e francamente alguns deles mais vale você enviar logo o dinheiro para o governo da Coréia do Norte ou da Venezuela, pelo menos não teria molestamento ideológico de nossa juventude. Outros são de uma etereicidade que os efeitos práticos são difíceis de ver, podem ser qualquer coisa, e não é dez mil espalhado entre eles que faz diferença. 

Todas as informações retirei do próprio site da Caritas Brasil. Não inventei nada, estão aqui print-screens em 7 de abril de 2014 como testemunho:
Por certo não tenho como saber da idoneidade destes projetos, mas a laranja não cai longe da laranjeira, temos de saber ler os sinais dos tempos. Basta ver o linguajar que detectamos esquerdopatia em altos níveis. 

Vamos selecionar o título de alguns projetos da Campanha da Fraternidade 2013. Não posso saber o teor deles, apenas o título, mas, convenhamos, se o título é assim, imagine o que vai nele. Acredito que nenhum deles seja uma campanha para a divulgação do terço dos homens, não é verdade??? 

Seguem alguns exemplos que saltaram à vista:
  • MANUTENÇÃO DO SECRETARIADO E AÇÕES DA PASTORAL da Pastoral dos Nômades do Brasil - R$ 21.920,00: Poxa! Não sabia que havia nômades no Brasil!!! Seriam eles yakults siberianos? Ciganos romenos? Tártaros da Criméia? Pastores berberes? Pelas barbas de Átila, o huno, encontraram nômades no Brasil! 
  • APOIO A ASSEMBLÉIA ELETIVA DA COMISSÃO PASTORAL DA TERRA - REGIONAL  NORTE 2 - R$ 15.00,00: Vocês já conhecem a obra da Pastoral da Terra, não? Ou seja, o dinheiro foi para FINANCIAR suas eleições. Dinheiro utilíssimo como gesto concreto da Quaresma. 
  • 27ª ROMARIA DA TERRA DO PARANÁ, Comissão Pastoral da Terra Paraná - R$ 15.00,00: Romaria para onde? Aparecida? Serra da Piedade? Lourdes? Fátima? La Salette? Roma?
  • GUERREIRAS NA AUTONOMIA FINANCEIRA, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jordânia - R$10.000,00: Que mimoso! Um sindicato recebendo dinheiro da Igreja! Ora, os sindicatos já recebem o roubo que é desconto do Imposto Sindical, vindo da ditadura getulista, em que cada trabalhador é roubado em sua folha de pagamento para financiar sindicatos que na grande maioria dos casos nem se importam. Lula já baixou a regra: os sindicatos recebem este dinheiro público mas não precisam prestar contas dele aos tribunais de conta. E o dinheiro da Igreja, que não é público, muito menos obrigação de prestar contas!!! Para que sindicatos precisam do dinheiro da Campanha da Fraternidade?
  • TEATRO SOCIAL NA ESCOLA, Associação Grito dos Excluídos/as Continental: Sem comentários. Eles devem estar ensaiando Shakespeare, Molière e Gil Vicente, certamente!
  • APOIO À REALIZAÇÃO DO I ENCONTRO ENTRE POVOS INDÍGENAS E COMUNIDADES QUILOMBOLSA (SIC) NO MARANHÃO: EM DEFESA DA VIDA E DOS DIREITOS, CONSTRUINDO O BEM VIVER. Conselho Indigenista Missionário Regional Maranhão: É por isto que o Maranhão tem os melhores indicadores sociais do Brasil, não?  O mais engraçado foi o ato falho da digitação do texto original, ao invés de Quilombola, é QuilomBOLSA. De fato, o bom negócio do tungamento de terras baseados em pedidos precários e suspeitos de quilombolas garantem a bolsa de muita gente.
  • PROJETO DE FORMAÇÃO DE JOVENS EM AREAS DE REASSENTAMENTO DE FAMILIAS ATINGIDAS  POR BARRAGENS E ASSENTAMENTOS PELA REFORMA AGRARIA  DO VALE DO RIO DOCE: Sem comentários. 
  • PROJETO  "Ae jeje ukwa katu ta" Associação do Povo Indígena Ka'apor do Rio Gurupi: Quero pensar que "Ae jeje ukwa katu ta" seja algo bem cristão em tupi. Pelos cabelos brancos de São José Anchieta!
  • ENCONTRO REGIONAL DA PASTORAL DA JUVENTUDE NE3, R$ 15.000,00 
  • ARTICULAÇÃO NACIONAL DO 19º GRITO DO/AS EXCLUIDOS/AS, R$ 40.000,00: Dinheiro da Igreja usado para financiar uma passeata pró-governo. O mais interessante é a tara esquerdopata por mudar a gramática, tem de escrever "excluídos/as" como se as excluídas não estivessem incluídas nos excluídos.

A lista é longa, leitor. Eu paro aqui, após passar por uma primeira lista. Convido o leitor a ler todas as três listas e colocar a mão na consciência antes de colocar dinheiro no malfadado envelope. (Primeira lista, Segunda lista, terceira lista)

Acompanhem também o formulário da prestação de contas, na mesma página. Vejam que basta uma nota fiscal para prestar contas do dinheiro do povo gasto. Este controle é fragilíssimo. E leiam os critérios do controle. Não vou comentar, leiam e conheçam, a informação é pública.

Você que é pároco e está lendo este colega, convenhamos: Vendo esta montanha de dinheiro vindo das coletas, não dá uma dor no coração? Você olha o teto rachado da igreja precisando urgentemente de reformas, os bancos velhos, os vitrais esmaecidos, os paramentos rotos, a pintura caindo... e estes nababos de pastoral levam às mancheias dez, quinze, vinte, quarenta mil!!! O custo do metro quadrado construído médio no Brasil é de R$ 1089 em janeiro de 2014. Vamos dizer que dado os pés-direito das igrejas, seja R$ 1500. Ora, só com o que foi gasto na Articulação do Grito dos Excluídos (40 contos, que é apenas uma pequena fração deste dinheirão todo) poderíamos construir do zero 27m2 de capela! Depois reclamam que falta igreja! Com estes 40.000,00 pelo ralo você paga por um ano com todos os encargos trabalhistas um funcionário diocese que ganhe R$ 1398,00 por mês !!!

"A oração que não gera uma ação concreta em ajuda de nossos irmãos pobres, doentes, carentes, que precisam de nós, é uma oração estéril e incompleta. Por outro lado, quando no serviço eclesial se presta mais atenção no 'fazer', dando mais importância às funções e estruturas, corre-se o risco de servir apenas a sim mesmo e não a Deus, presente no irmão necessitado".  Papa Francisco, Angelus de 20 de julho de 2013
E se este dinheiro fosse usado comprando cestas-básicas, roupa de cama para os pobres? E se fosse usado para comprar  livros para os seminários? Ou Bíblias para as catequeses? E se financiasse orfanatos e asilos da própria igreja? Quantas crianças não poderiam ser sustentadas? Quantos velhinhos não teriam abrigo? Quantos seminaristas não teriam bolsas de estudo? Quantos frades pobres seriam mantidos? Não, não vendam o ouro do Vaticano (que não existe, aliás) para dar aos pobres, dêem aos pobres a montanha de dinheiro drenada da Igreja pelas inúteis pastorais!! E como nem só de pão vive o homem, usem este dinheiro para pagar a folha de pagamento da paróquia! Ou façam igrejas para o povo! Com o dinheiro da primeira lista (R$ 1.297.000,00) seria possível construir 844 m2 ou reformar muito mais! Seria possível comprar  25.940 cestas básicas  a R$ 50 cada.

Bons tempos em que os vendilhões do Templo só vendiam pombinhas, bezerros e trocavam moedas! Hoje em dia eles tem consciência social... e pastoral!!!

Todas as informações que publiquei aqui retirei do site da Caritas BrasilAh, e antes que algum bispo vermelho (e potencialmente excomungado) venha me ameaçar, leia o Código de Direito Canônico. Este meu texto está protegido pelo artigo 212 do Código de Direito Canônico. Não acusei ninguém de ser desonesto, eu acuso é a completa perversão do sentido das doações quaresmais da Campanha da Fraternidade, eu acuso a inutilidade cavalar destes projetos, eu acuso o financiamento de turismo de marmanjo de pastorais e CEBs em reuniões e assembléias, eu acuso a esquerdopatia dos temas!
E muito cuidado com a doação que vocês fazem... 

Minha sugestão é que vocês não doem nada para a Campanha da Fraternidade. Mesmo que 60% vá para a diocese, francamente, por que não doar logo 100% para a sua diocese, seja na conta dela, seja na coleta da catedral? As dioceses tem folhas de pagamento terrivelmente pesadas, e muitas despesas. Quer doar, doem lá. Que diabos de projetos são estes? Se a diocese quiser por conta financiar estas melecas ai, Deus vai cobrar cada centavo do senhor bispo, mas é problema dele. Uma vez sabendo que o dinheiro da Campanha da Fraternidade vai para estas coisas, não devemos doar. Aliás, penso que é melhor descarregar no Domingo de Ramos todas suas ofertas nas mãos do mendigo na porta da Igreja, mesmo que eventualmente ele gaste com cachaça (ou crack, infelizmente) pelo menos ele não está semeando idéias perversas na Igreja de Deus, está prejudicando apenas a si mesmo. Digo isto porque muitas pessoas dão dinheiro na coleta da Igreja porque sabem que o mendigo local não teria sabedoria para gastar.  Digo com dor no coração, pelo que podem ler da lista, parece que a coleta da Igreja também não é tão sábia assim...

Não, não dê seu suado dinheirinho para estas porcarias! Não dê o fruto de seu trabalho para ser rasgado! Não financie esquerdopatia!

PS - E dos médicos cubanos escravizados em plena Campanha da Fraternidade contra a Escravidão, ouçam o som do silêncio que clama aos Céus...
 


Você também pode gostar

13 comentários:

  1. TÔ FORA...
    E RECOMENDANDO PARA NÃO FAZEREM DOAÇÕES AOS VERMELHOS!
    Já vi mas gente questionando as doações nessas humanistas, ecológicas e afins CFs da CNBB, sendo que o precioso tempo da Quaresma foi esvaziado de seu direcionamento espiritual com uma programação voltada para ideais social-humanitarios, havendo uma total afinidade com as ideologias socialistas.
    Toda a problemática atual se deve a se corrigirem apenas os efeitos, deixando de lado a causas primarias das múltis distorções que são decorrentes dos vícios que não se corrigem por nunca serem nem mencionados, e que são, além de multiformes, nunca menos ainda questionados, mais a CNBB se parecendo com ONG a serviço do social-comunismo.
    Se checarmos seus antecedentes desde a fundação, seus pioneiros, sucessores, sua linha de procedimentos à sinistra, conclui-se que dar-lhes recursos, é fomentar o esquerdismo.
    Deixarmos de doar à CNBB é um gesto de lhe mostrarmos a nossa reprovação a suas atitudes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. Os nômades do Brasil são os circenses e os ciganos católicos, mas não sei como esta pastoral atua, contudo, não se trata daqueles nômades ''clássico''. Mas o resto, não parece boa coisa.
    Heitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Literalmente é a Pastoral do Circo, então...

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  3. Essa linguagem chula (e chulé) de os/as tão cara às esquerda gayzista é a nova gramática da CNBB. Venho reparando isso faz um tempo. Logo logo estarão escrevendo feito os gayzistas mais radicais, que substituem a desinência de gênero pelo @ (ex: excluíd@s)

    ResponderExcluir
  4. Como se nos demais domingos fosse certo dar dinheiro para a neo-igreja. O dinheiro pode não ir necessariamente para essas "causas", mas você acha que será bem gasto? Vai nada, vai ir para comprar uma nova "estola afro" pro padre, pra "pastoral dos casais em 2ª união", enfim, para tudo que não presta!

    ResponderExcluir
  5. Felizmente, na minha paróquia aos segundos domingos do mês, a oferta é dada em alimentos não perecíveis. Assim tenho certeza de que minha oferta será realmente destinada a quem necessita.

    ResponderExcluir
  6. SOCIALISMO-ESQUERDISMO-COMUNISMO: ANÁLISE FINAL

    O Socialismo, Esquerdismo ou Comunismo são a mais perversa, hedionda e cruel forma de perverter as naturais relações sociais e econômicas entre os homens e destruir a individualidade das pessoas; são invenção de homens com graves deformações de personalidade, conduta ou de visão do mundo. São sistemas mantidos, desde seus princípios, por homens avessos ao trabalho regular, à rotina laboral, à hierarquia natural entre os seres humanos, estabelecida pela própria Natureza; seus criadores e seguidores foram e são pessoas capazes de matar toda uma geração, a título de uma pretensa e imaginária felicidade para as gerações futuras; são homens que nunca criaram valores morais ou empregos, ou produziram bens e serviços para seus semelhantes; são pessoas frias, que consideram as demais simples “massas” a serem moldadas de acordo com o que pensaram e decidiram ser melhor para a humanidade; são deformidades humanas que devem ser combatidas sem tréguas, permanentemente, como devem ser combatidos os vermes, as bactérias, os vírus e todos os vetores de doenças infecto-contagiosas e malignas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não entendia o que havia por trás do esquerdismo, idéias socialistas e afins. Hoje percebo o quanto é perigoso, é o mal "disfarçado" de bem. Supostas boas atitudes, caridades, inclusões, que na verdade são portas abertas para a degradação moral da sociedade. Hoje percebo isso. Já fui cega em relação a estes movimentos. Espero que outras pessoas percebam o quão perigosas são essas ideias. Gostei muito do comentário e do texto. Devemos combater esse mal que seduz a muitos.

      Excluir
  7. Vixii moçooo!!! Dinheiro pros 'martelo e foiçe!" ..

    não sabia dessa!!!

    CF nunca mais!!!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, a CNBB está entregue para os vermelhos. Decepção total.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.